Veja 6 cuidados fundamentais ao usar um protetor auricular no trabalho

«Voltar
11 de agosto de 2017 - Comentários

© Depositphotos.com / pabkov É determinado pela Norma Regulamentadora 15 um limite de tolerância para exposição a ruídos de 85 decibéis.

A perda auditiva está entre uma das principais doenças ocupacionais do país. Esse grave problema é provocado pela exposição excessiva a ruídos no ambiente laboral, e estima-se que afete mais da metade dos trabalhadores da indústria.

O ruído está presente na grande maioria dos ambientes, entretanto, o que determina se ele é prejudicial ao trabalhador é sua intensidade, medida em decibéis. A Norma Regulamentadora de número 15 (NR 15), relacionadas a atividades e operações insalubres, determina que o limite de tolerância de exposição a ruídos é de 85 decibéis para uma jornada de trabalho de 8 horas. Ruídos acima deste nível podem ser prejudiciais não apenas para a saúde auditiva, mas para uma boa rotina de trabalho e para a segurança de todos.

Qual a importância do protetor auricular?

O excesso de ruído pode desencadear diversos efeitos no organismo do trabalhador, tais como: insônia, zumbido, ansiedade, desconforto, esquecimento, estresse, tensão e contração dos músculos. Para evitar esses desconfortos, é essencial que profissionais que trabalham em ambientes com ruído utilizem protetores auriculares ao longo de sua jornada de trabalho, uma vez que este Equipamento de Proteção Individual (EPI) protege os ouvidos do barulho excessivo.

6 principais cuidados ao usar o protetor auricular

Para que o protetor auricular confira a devida proteção ao usuário, é essencial que seu uso esteja associado a alguns cuidados. Saiba quais são a seguir:

  • Após a colocação do protetor, verifique se a vedação está correta antes de se expor ao ruído do ambiente;
  • Mantenha o protetor sempre higienizado com água e, se o dispositivo for de silicone, jamais seque-o ao sol;
  • Não manuseie o equipamento com as mãos sujas;
  • Jamais retire o protetor auricular enquanto estiver em locais com presença de ruídos. Use-o durante todo o expediente;
  • Guarde o protetor corretamente após o uso;
  • Sempre coloque e retire o dispositivo com extremo cuidado, de modo a evitar desgaste.

Dica: além desses cuidados, é fundamental que o trabalhador seja regularmente submetido a exames de audiometria para controlar a perda da audição e se certificar que a atividade não está prejudicando seus ouvidos. A empresa ainda deve oferecer treinamentos e fornecer orientações a respeito dos riscos existentes e como evitá-los.