Conheça as especificações da luva térmica para câmara fria

O uso de equipamentos de proteção individual, os famosos EPIs, é normalmente associado a trabalhos na construção civil, como uso de capacete e óculos de proteção. Porém, em outros setores também é essencial o uso os itens corretos. Um bom exemplo disso é a utilização de luva térmica para câmara fria.

A gente explica: a câmara fria é ambiente com temperatura baixa controlada para preservação de produtos sensíveis a variações térmicas, como alimentos. As câmaras frias são amplamente utilizadas, por exemplo, em frigoríficos e supermercados como espaços de estoque de peças de carne e outros que precisam ser resfriados (aproximadamente 0ºC) e/ou congelados (abaixo de -18ºC).

Mas, então, a luva térmica protege contra o frio? Sim! O frio extremo pode causar grandes problemas físicos às pessoas, principalmente nas extremidades, nas pontas dos dedos. Por isso, a luva térmica é tão importante e o trabalhador não sequer abrir a porta de uma câmara fria caso não esteja utilizando este EPI.

Luva térmica para câmara fria

Existem vários modelos de luvas térmicas para câmara fria, mas podemos citar algumas características técnicas que estão presente em grande parte das opções que encontramos no mercado. Confira:

  • Mais de uma camada de revestimento e proteção, normalmente PVC;
  • Palma antiderrapante;
  • Forro em algodão felpudo, garantindo assim máximo conforto;
  • Fios selecionados de alta tecnologia que protegem ainda mais contra o frio;
  • Baixa espessura, o que facilita sua utilização.

Interessante notar que a luva térmica, normalmente, apresenta proteção padronizada até o punho, ou seja, não somente na palma da mão e dedos. Dessa maneira o fechamento é mais completo e o trabalhador sente mais segurança.

O que diz a legislação?

Além da obrigatoriedade da luva térmica e outros EPIs (Veja na sequência), segundo o Decreto-Lei 5452/43, todo trabalhador exposto a condições extremas de frio deve ter um descanso estabelecido: “Para os empregados que trabalham no interior das câmaras frigoríficas e para os que movimentam mercadorias do ambiente quente ou normal para o frio e vice-versa, depois de 1 hora e 40 minutos de trabalho contínuo, será assegurado um período de 20 minutos de repouso, computado esse intervalo como de trabalho efetivo”.

A norma regulamentadora número 6, a NR-6, também determina o uso de EPIs de proteção em situações assim, como no caso das luvas para proteção de membros superiores.

Outros EPIs para câmara fria

Além das luvas, outros equipamentos de proteção individual são essenciais para trabalhos em câmaras frias e demais ambientes com condições climáticas severas:

Fale com a EPI Tuiuti!

A EPI Tuiuti tem know-how no universo de EPIs e trabalha há muitos anos com diversas opções para empresas dos mais variados segmentos. Por aqui, você encontra luva térmica para câmara fria, capuz, calçado de segurança, jaquetas e muito mais. VEJA AQUI a linha completa de equipamentos de proteção individual para trabalhos em ambientes refrigerados e congelados.

Caso tenha dúvidas sobre as especificações técnicas, preços, condições de pagamento, entrega e por aí vai, não deixe de esclarecer as principais questões com nossa equipe de atendimento. O time é formado por profissionais experientes e que lidam com pedidos de EPIs para câmara fria todos os dias, para todo o Brasil.

Envie seu e-mail hoje mesmo. Clique aqui para acessar a página de contato. Caso prefira falar por telefone, o número da central de atendimento é (11)2090-2988. Aguardamos a sua mensagem.

Crédito: SUPERFROYD / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

RECEBA UM ORÇAMENTO DESSE PRODUTO!

SOLICITAR ORÇAMENTO

Mais Artigos Relacionados

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed mollis nibh eros, non porta turpis posuere sed. Pellentesque porttitor elit erat, et consequat purus scelerisque eget. Cras nec libero at magna fringilla dictum.