Não é só conforto térmico! Entenda os benefícios que justificam o uso da luva para câmara fria

«Voltar
28 de novembro de 2018 - Comentários

iStock / Getty Images Plus / paulburns1 A luva para câmara fria é um EPI que protege a mão do profissional do frio excessivo e da umidade, evitando queimaduras, problemas circulatórios e doenças.

A câmara fria é um ambiente destinado ao armazenamento de produtos que precisam de controle rígido de temperatura e, em geral, precisam ser mantidos refrigerados (temperatura próxima a 0° C) ou congelados (-18° C). Profissionais que atuam nesses locais estão expostos ao chamado frio ocupacional, e o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como a luva é essencial para evitar danos à saúde do trabalhador.

As baixas temperaturas e a umidade extrema da câmara fria podem causar lesões e outros problemas na pele do trabalhador, além de levarem o organismo a entrar em vasoconstricção — uma reação que tem o objetivo de reduzir o fluxo sanguíneo como forma de tentar equilibrar a temperatura corporal. Além disso, a exposição constante a estas condições pode levar ao desenvolvimento de doenças associadas ao frio ocupacional.

Para garantir a saúde e segurança de profissionais que exercem suas atividades em locais com temperaturas extremas, a Norma Regulamentadora 36 do Ministério do Trabalho e Emprego estabelece uma série de exigências que visam minimizar os riscos relacionados à saúde do trabalhador de frigorífico. O uso de dispositivos de proteção está entre as determinações desta legislação, sendo que a luva está entre os EPIs necessários para câmara fria.

Luva para câmara fria: quais os benefícios?

A luva de proteção tem a função de manter as mãos do usuário seguras, mesmo quando expostas a baixas temperaturas, evitando queimaduras por frio, problemas circulatórios, congelamento das mãos e outras doenças causadas pelas baixas temperaturas. Este é, portanto, um dispositivo de segurança que vai muito além do conforto térmico: trata-se de um EPI que confere segurança e garante a saúde do trabalhador.

Para que o EPI cumpra sua função de maneira adequada e eficiente, o ideal é que ele seja feito de material impermeável e que seja fácil de manusear — de modo a permitir a livre movimentação das mãos do usuário. Caso a temperatura do local de trabalho seja extremamente baixa, pode ser necessário que o forro da luva seja feito de material térmico.

O que diz a legislação?

Independentemente da área de atuação e dos riscos envolvidos, as empresas têm o dever de fornecer gratuitamente os Equipamentos de Proteção Individual necessários para proteger o trabalhador dos riscos existentes em suas atividades laborais. Além disso, as organizações precisam oferecer orientação a respeito da forma correta de manusear os dispositivos e utilizá-los corretamente.

Vale lembrar que a Tuiuti Equipamentos de Segurança possui ampla experiência no mercado de segurança em geral, com foco no fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual. Todos os EPIs disponibilizados pela Tuiuti são testados de acordo com as normas de segurança no trabalho e garantem a proteção de seus colaboradores. Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas a respeito dos produtos e serviços oferecidos!