EPI para construção civil e pedreiro

Trabalhador
Muitos dos acidentes que ainda ocorrem na construção civil poderiam ser evitados com o uso do EPI adequado.

Você sabia que o Brasil é, infelizmente, um dos países onde ocorre o maior número de acidentes de trabalho na construção civil? Esse triste e alarmante fato ainda torna-se mais chocante se considerarmos o número de vítimas fatais anualmente: cerca de 4 mil.

Depositphotos.com/kalinovsky Muitos dos acidentes que ainda ocorrem na construção civil poderiam ser evitados com o uso do EPI adequado.

Muitos desses acidentes poderiam ser facilmente evitados, e muitas dessas vítimas poderiam ser poupadas se as condições de trabalho fossem favoráveis, o que implica, inevitavelmente, no uso correto de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

A verdade é que toda empresa é obrigada a fornecer aos seus trabalhadores, de forma gratuita, EPI adequado, conforme dispõe o Ministério do Trabalho em sua Norma Regulamentadora de número 6.

Além disso, o EPI deve estar em perfeito estado de conservação e funcionamento, ainda conforme estipula a Norma.

Sendo assim, o conjunto de EPIs que devem ser utilizados na construção civil são: abafador de ruído; avental de raspa; camisa ou camiseta; capacete de segurança; calça comprida; calçado fechado; cinto de segurança; luvas de raspa; máscara filtradora; óculos de segurança e protetor facial.

A começar pela proteção da cabeça, os capacetes de proteção são extremamente necessários, de fácil uso e de enorme capacidade protetora. Hoje, estão disponíveis no mercado diversos modelos de capacete de proteção, cada qual específico para uma função.

Outro Equipamento extremamente necessário para a proteção dos trabalhadores da construção civil são os óculos de proteção, que protegem os olhos contra eventuais artefatos que possam atingi-lo.

 

Para a proteção das mãos e dos braços, há também diversas opções de luvas disponíveis no mercado, cada qual específica para uma função.

 

A proteção dos membros inferiores é feita por meio das botas de segurança, que, invariavelmente, devem ser resistentes e de boa qualidade.

Lembre-se sempre que, além de disponibilizar os EPIs corretos e em bom estado de conservação, cabe também às empresas contratantes ministrar a orientação correta aos seus funcionários sobre o funcionamento dos equipamentos de proteção, seu uso e seu armazenamento.

Somente dessa forma, aliando profissionalismo, qualidade e bom senso, é que será possível aumentar a segurança dos trabalhadores da construção civil em nosso país.

Mais Artigos Relacionados

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed mollis nibh eros, non porta turpis posuere sed. Pellentesque porttitor elit erat, et consequat purus scelerisque eget. Cras nec libero at magna fringilla dictum.