Qual EPI é utilizado em metalúrgica?

Indispensáveis em atividades que podem colocar a saúde e integridade física do trabalhador em risco, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) devem fazer parte do dia a dia de homens e mulheres que trabalham em metalúrgicas. Sua utilização é ainda mais necessária para quem desempenha funções mais extremas, como manuseio de equipamentos de corte ou altas temperaturas.

© Depositphotos.com / diego_cervo Em uma metalúrgica, existem riscos físicos como incêndios e altas temperaturas, além de exposição a ruídos intensos e chances de desenvolver doenças de pele e respiratórias.

Riscos presentes dentro de uma metalúrgica

Para determinar qual equipamento de proteção individual deve ser utilizado por cada funcionário, primeiro é preciso conhecer os riscos de cada função. Em uma metalúrgica, existem riscos físicos como incêndios e altas temperaturas, além de exposição a ruídos intensos e chances de desenvolver doenças de pele e respiratórias.

Outro ponto que exige cuidados é em relação a acidentes provocados por peças soltas e uso equivocado de equipamentos e ferramentas. Além disso, também há risco de contaminação por inalação de diversos elementos incolores e inodoros.

EPIs para metalúrgica

Os equipamentos de proteção individual que devem fazer parte da rotina do metalúrgico são:

Vale ressaltar que a empresa deve disponibilizar todos os equipamentos de proteção individual exigidos. Ao trabalhador, cabe a tarefa de manter todos os EPIs em perfeito estado de conservação e higiene.