Confira 9 dicas sobre gestão de EPI na sua empresa

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) exige que empregadores, órgãos públicos e entidades se responsabilizem pela saúde e segurança de seus funcionários. Porém, apenas disponibilizar equipamentos de proteção individual (EPI) não é o sucifiente: os trabalhadores também precisam receber orientações sobre como usá-los corretamente. Além disso, é necessário que o EPI seja de qualidade, esteja dentro do prazo de vida útil e seja armazenado em estoque — para rápida reposição.

© Depositphotos.com / manualvarezfoto As leis trabalhistas brasileiras exigem que empregadores, órgãos públicos e entidades se responsabilizem pela integridade física de seus funcionários.

Dicas para gerenciamento de EPIs em sua empresa

Faça testes antes de disponibilizar um equipamento

Ao adquirir um novo tipo de equipamento de proteção, não é possível prever de imediato se ele causará problemas de alergia, se ele é realmente eficiente e se o material é apropriado para determinado serviço. Por isso, é recomendado sempre testar o dispositivo com alguns trabalhadores, de preferência os mais cuidadosos, antes de disponibilizá-lo para todos os funcionários.

Evite trocar os tipos e modelo de EPI constantemente

Além de uma nova pesquisa, novos testes e negociação com fornecedor, a troca repetitiva dos modelos de equipamento de proteção individual exige que sejam dadas novas explicações aos funcionários, o que demanda tempo e atrasa o trabalho.

Evite reaproveitar EPIs

Alguns equipamentos de proteção individual — como protetores auriculares, sapatos ou capacetes usados por muito tempo — não devem ser reaproveitados por motivos de higiene e porque sua durabilidade e eficiência não são iguais às de um EPI novo.

Não forneça o EPI apenas pela necessidade do PPRA

O EPI não deve ser fornecido apenas para respeitar as leis trabalhistas e o Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais (PPRA). Esta é uma medida que garante a proteção e o conforto dos trabalhadores, e mostra respeito por eles. Ao oferecer outros itens além dos obrigatórios, o funcionário se sentirá valorizado pela empresa e, com certeza, seu comprometimento aumentará.

Estabeleça o uso de EPI para todos os funcionários

Em muitas fábricas o uso de EPIs é obrigatório apenas na área de produção. Porém, quando um funcionário do setor administrativo precisa passar por esta área, a regra deve valer para ele também. É uma questão de segurança e vale para todos.

Tenha cuidado especial com as fichas de EPI

As fichas de EPI são documentos que organizam e controlam o processo de entrega dos equipamentos de proteção, o que é muito importante para a empresa em caso de ações judiciais. Por isso, evite rasuras na hora de preencher a ficha, não escreva os nomes dos EPIs de forma errada, utilize apenas uma cor de caneta e identifique a ficha com os dados do funcionário. Fazer mau uso deste documento pode fazê-lo perder valor.

Ofereça treinamentos periódicos aos trabalhadores

Para que o Equipamento de Proteção Individual seja eficaz, o trabalhador deve saber como usá-lo, conservá-lo e guardá-lo. Por isso, é essencial orientar os funcionários sobre os corretos processos de utilização e armazenamento. Organize, junto à gerência, um calendário para que todos os setores sejam treinados e registre tudo em atas.

© Depositphotos.com / Matic.Sandra É preciso manter um estoque de protetores e outros itens descartáveis para garantir a rápida reposição.

Tenha uma reserva de protetores descartáveis

O tempo de vida útil de um protetor auricular é muito baixo. Por isso, mantenha um estoque deste dispositivo para poder substituí-lo de forma rápida sempre que necessário. O mesmo vale para qualquer outro EPI descartável ou de prazo de validade muito pequeno.

Ensine alguém a trocar os EPIs básicos

Imprevistos sempre acontecem e, por isso, pode ser que um dia o Técnico de Segurança do Trabalho não esteja na empresa. Nesta situação, é necessário que haja outra pessoa treinada para atender à demanda dos materiais de EPI e outras emergências de segurança.

Gostou das dicas? Conheça outras informações sobre segurança no trabalho acessando a fanpage da Tuiuti no Facebook!