Dicas de proteção contra incêndio no trabalho!

As formas de proteção contra incêndio são encontradas na Norma Regulamentadora número 23, criada em 1978. Apesar de um pouco deficitária, a NR23 recebeu atualizações ao longo do tempo que lhe conferiram mais segurança, sendo a última atualização ocorrida em maio de 2011.

Esta Norma Regulamentadora define os procedimentos que devem ser adotados por todas as empresas no que se refere à proteção contra incêndios, assim como a adoção de medidas emergenciais como a instalação de saídas de emergência, a aquisição de equipamentos corretos e em condições suficientes para o combate ao fogo, assim como o correto treinamento dos profissionais.

Flickr.com/tacker A sinalização das saídas emergenciais é primordial para fcilitar a evacuação em situações de perigo.

Da própria redação da Norma Regulamentadora:

23.1. Todos os empregadores devem adotar medidas de prevenção de incêndios, em conformidade com a legislação estadual e as normas técnicas aplicáveis.

23.1.1. O empregador deve providenciar para todos os trabalhadores informações sobre:

a) utilização dos equipamentos de combate ao incêndio;

b) procedimentos para evacuação dos locais de trabalho com segurança;

c) dispositivos de alarme existentes.

23.2. Os locais de trabalho deverão dispor de saídas, em número suficiente e dispostas de modo que aqueles que se encontrem nesses locais possam abandoná-los com rapidez e segurança, em caso de emergência.

23.3. As aberturas, saídas e vias de passagem devem ser claramente assinaladas por meio de placas ou sinais luminosos, indicando a direção da saída.

23.4. Nenhuma saída de emergência deverá ser fechada à chave ou presa durante a jornada de trabalho.

23.5. As saídas de emergência podem ser equipadas com dispositivos de travamento que permitam fácil abertura do interior do estabelecimento.